Diferença entre macro e micro fibra

Para a ASTM C1116 o concreto reforçado com fibras sintéticas (macro ou microfibras sintética) é classificado como tipo III.

Basicamente temos classes de fibras: macro e micro fibra e, dentro dessas duas classes, há uma variedade de modelos para cada tipo de uso.

As microfibras sintéticas proporcionam alta resistência quanto a formação de fissuras por retração plástica em relação às famosas telas de aço CA60.

Estas fibras devem ser utilizadas junto ao concreto, pois aumentam a resistência à fissuração, efeito anti-spalling, durabilidade e homogeneidade do concreto durante o lançamento. A quantidade a ser utilizada varia de 300 a 900g/m³ dependendo do uso do piso em questão. Essas não substituem o uso das telas de aço, somente dão uma maior resistência a retração.

Já as macrofibras sintéticas, são utilizadas quando deseja-se proporcionar resistência à fissuração por retração plástica e também aumento na durabilidade, tenacidade e probabilidade de proporcionar resistência estrutural. As quantidades utilizadas irão variar de 1,8 a 9kg/m³, de acordo com a utilização do piso, podendo substituir o uso de telas de aço CA60, pois a macro fibra faz uma distribuição tridimensional no concreto de forma a dar maior resistência a tração.

Ao contratar um serviço de pisos industriais, é aconselhável contratar junto ao mesmo o projeto estrutural do piso, para verificar a quantidade de fibras indicadas para o mesmo, de forma a verificar se o mesmo está sendo executado de forma correta.

Além disso, o ideal é que a fibra seja introduzida no caminhão betoneira, antes de seu lançamento, ou na obra ou na usina. Caso seja feito o lançamento na usina, será necessário o acompanhamento de algum técnico da empresa, a fim de verificar a veracidade na utilização da fibra em acordo com o projeto estrutural do piso industrial.

Fonte: Site Neomatex

Write a comment

2 × quatro =